O mercado de atacado de moda, no Brasil, é pouco inovador no que se refere a modelos de comercialização e canais de distribuição. As confecções e lojistas se amarram nos antigos padrões de feiras e showroom físicos, obtendo altos custos de investimento, limitando o período de venda e compra, abertura de novos clientes e mostruário.

A startup See Now Buy Now, acelerada pelo programa Acelera MGTI, apresenta um conjunto de soluções para o mercado B2B da moda, encurta distâncias entre as pontas da confecção e do lojista para gerar resultados em vendas, conecta compradores e marcas que possuem “fit”.

A plataforma é uma ferramenta qualificada para gerar pedidos online e atingir marcas e lojistas de todo o Brasil, segundo a CEO Marta Machado. A startup supri a fraqueza dos canais de distribuição atuais, como o WhatsApp, ferramenta que não é automatizada. “A plataforma aumenta significativamente o prazo para realização de pedidos, que no modelo tradicional (feiras) é restrito a 4 dias, além disso, reduzi os custos de participação em showrooms físicos e eventos”, ressalta.

Lançada durante o evento Minas Trend, em outubro de 2016, a startup iniciou o projeto com 7 marcas que acreditaram no potencial e um mailing pré-cadastrado de 1.280 lojistas. A See Now Buy Now já atingiu 28 clientes e 1520 lojistas.