Acelera MGTI recebe estudantes do Programa Raízes da FDC

Acelera MGTI recebe estudantes do Programa Raízes da FDC

  No dia 24 de outubro, estudantes participantes do Programa Raízes da Fundação Dom Cabral estiveram, no Espaço MGTI, para conhecerem de perto a atuação da Fumsoft e do Acelera MGTI. Os estudantes tiveram a oportunidade de compreender o funcionamento do ecossistema de empreendedorismo e de conhecer algumas startups que passaram pelo Acelera. Jessica Martins, CEO da Fumsoft, iniciou o encontro introduzindo a Fumsoft aos alunos e contando um pouco sobre suas experiências com o empreendedorismo. Logo depois, Isabella Deschamps, Agente de aceleração do Acelera MGTI, ministrou uma pequena palestra sobre os conceitos básicos do universo de startup e como funciona o programa de aceleração. Já os empreendedores Roberto, Thaís e Lee, que estão à frente de startups aceleradas e graduadas pelo programa Acelera MGTI, compartilharam seus projetos e suas experiências pessoais. O Programa Raízes é realizado pela Fundação Dom Cabral desde 2011, com o objetivo de propiciar acesso à educação inclusiva para jovens em situação de vulnerabilidade social. “O Raízes tem como foco estimular uma atitude mais cidadã nos participantes passando por temas como sustentabilidade, empreendedorismo, filosofia, artes, finanças pessoais, língua portuguesa e brasilidade”, segundo Afonso Cozzi, professor responsável pelos projetos do Núcleo de Inovação e Empreendedorismo. “O módulo Raízes de Negócios tem como objetivo dar uma visão geral do tema empreendedorismo e do papel do empreendedor no mundo empresarial, enfatizando a importância da formação de profissionais com uma mentalidade empreendedora, seja para criação de startups com finalidade lucrativa e/ou negócios de impacto social e ambiental, seja como diferencial no mercado de trabalho, para atuação como colaboradores em empresas dos vários setores da economia. A visita à Fumsoft...
Acelera MGTI gradua startups do Ciclo 2017/2018

Acelera MGTI gradua startups do Ciclo 2017/2018

Mais um ciclo do programa Acelera MGTI foi concluído com sucesso e expressivos resultados. Gerenciado pela Fumsoft, entidade com mais de 20 anos de experiência em empreendedorismo, o programa potencializou projetos inovadores de cinco startups: Azapfy, Flingo, Midhaz, See Now Buy Now e Suub. Os empreendedores finalizaram essa etapa com a missão cumprida, compartilharam as lições aprendidas e listaram os desafios que terão pela frente, no evento de graduação conduzido pela gestora do Acelera MGTI, Flávia Guerra, e pelo diretor de Empreendedorismo da Fumsoft, Wilson Caldeira. A comemoração foi celebrada com comida artesanal e chopp, no CoffeeBar, no dia 9 de outubro. #GraduamAqui: Azapfy – Distribuidora, transportadora e parceiros conectados com informações sobre a gestão da entrega, fazendo com que a velocidade das informações ande no mesmo ritmo da velocidade de suas entregas. Flingo – Plataforma que garante o menor preço em uma reserva de hotel, mesmo depois da confirmação da reserva. Monitora diversos sites de buscas e avisa o usuário caso um preço mais baixo seja encontrado. Midhaz – Monta a loja virtual para seu cliente com o conceito de dropshipping. Disponibiliza um catálogo de produtos a preço de atacado. O cliente não precisa se preocupar com estoque, logística e burocracia. See Now Buy Now – A plataforma apresenta um novo canal de vendas B2B em que permite a conexão entre marcas (confecções) e lojistas (revendedores) como uma grande rede social. O intuito é ampliar os negócios, onde novos pedidos e reposições são gerenciados por meio de tecnologia sofisticada e fácil de usar. Suub – A plataforma digital proporciona economia de tempo e dinheiro para quem não gosta...
Startups graduam na 13ª edição do Programa Acelera PUC Minas

Startups graduam na 13ª edição do Programa Acelera PUC Minas

O programa de Pré-aceleração PUC Minas conduzido pelo Acelera MGTI, em parceria com o Instituto de Ciências Exatas e Informática da PUC Minas (ICEI), conclui mais uma edição com sucesso. A BeyVision e a PLUKS foram as startups vencedoras do hackathon, promovido pela Fumsoft, em parceria com a PUC Minas. O Instituto de Ciências Exatas e Informática (ICEI) está animado com os resultados obtidos pelos projetos acelerados, segundo o Coordenador do Programa de Pré-Aceleração de Negócios ICEI – PUC Minas, João Carlos Oliveira Caetano. De acordo com Caetano, a Fumsoft representa uma parceria estratégica capaz de despertar nos alunos a vontade de inovar e empreender, “A semente que plantamos há algum tempo dentro da Universidade, agora vem gerando frutos: incentivamos a formação de equipes multidisciplinares, alunos de diversos cursos se juntando e formando equipes. O conhecimento nas diversas áreas possibilita uma troca de conhecimentos e experiências por meio da interdisciplinaridade, proporcionando às equipes mais capacidade e criatividade na solução de problemas e proposição de novos negócios.”, acrescenta. Nesta edição, o programa inovou no formato e teve como primeira etapa um hackathon que selecionou as duas startups para se desenvolverem dentro do Acelera. “Esse novo modelo se mostrou muito efetivo, ao selecionar projetos muito interessantes, e por isso pretendemos seguir com ele nas próximas edições”, enfatiza o diretor de empreendedorismo da Fumsoft, Wilson Caldeira. A graduação das startups da 13ª edição consolida uma longa parceria, que vem desde 2005 com mais de 200 alunos orientados, 800 horas de consultorias e treinamentos realizados e 55 de modelos de negócios elaborados. Projetos – A BeyVision, pensando nas dificuldades diárias de locomoção de...
Conheça a Midhaz: startup mineira eleita Startup do Ano pela ABCOMM

Conheça a Midhaz: startup mineira eleita Startup do Ano pela ABCOMM

Startup mineira acelerada pelo Acelera MGTI, na Fumsoft, a Midhaz foi a vencedora do Prêmio ABCOMM de Inovação Digital da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico – ABCOMM, na categoria de Startup do Ano. A quarta edição do Prêmio ABComm de Inovação Digital aconteceu dia 11 de abril. A cerimônia de entrega foi realizada no Teatro Gazeta, em São Paulo, durante o evento DigitalizeME. Foi a estreia da categoria de Startup do Ano na premiação. Dentre mais de 300 indicações, foram 42 startups finalistas e 4 subiram ao palco para receber o prêmio. Em primeiro lugar, a Midhaz foi eleita Startup do Ano, seguida das startups Estudar com você, Shopper um e Ubots. Henrique Meireles, um dos fundadores da Midhaz, avalia que “É muito gratificante receber um prêmio de uma instituição como a ABCOMM, referência no mercado em que atuamos, mostra um reconhecimento que não esperávamos ter tão cedo”. Ele também acrescenta que receber o título de Startup do Ano é uma grande responsabilidade, “Vamos continuar trabalhando duro para fazer jus a essa nomeação e fico feliz de podermos contribuir para o desenvolvimento do ecossistema de startups em Belo Horizonte, que já é um dos maiores polos nacionais do país”. Ele agradece os votos recebidos e pontua que “A missão da Midhaz é enraizar a cultura empreendedora no Brasil, queremos mostrar para todos que é possível ganhar dinheiro, empreendendo com um baixo investimento, sem necessidade de diploma, ou quaisquer limitações relacionadas à escolaridade e educação. Empreender é para todos, aquele conceito que só o rico tem empresa já era, qualquer um pode realizar o seu sonho de abrir o negócio...
Mapeamento irá conectar startups com investidores internacionais

Mapeamento irá conectar startups com investidores internacionais

A Abiquifi (Associação Brasileira da Indústria Farmoquímica e de Insumos Farmacêuticos) e a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) coordenam o programa setorial intitulado Brazilian Pharma Solutions, que tem por finalidade promover o desenvolvimento das cadeias produtivas brasileiras de farmoquímicos, farmacêuticos, veterinária e biotecnologia no cenário internacional. Atualmente, as instituições desejam mapear empresas e startups brasileiras interessadas em atração de investimentos e parcerias internacionais. Para efetivar tal busca, Abiquifi e Apex-Brasil contam com o apoio da Biominas Brasil. As áreas chave do levantamento serão: Biotecnologia (Saúde Humana e Animal); Equipamentos Médicos; Farmacêutico (Saúde Humana e Animal); IFAs (Moléculas Biológicas e Químicas); Nutrição (Saúde Animal); Saúde Digital. Após o mapeamento, o programa Brazilian Pharma Solutions selecionará 30 startups com potencial inovador promissor, a fim de promover uma aproximação com investimentos internacionais. Além da apresentação para investidores, a startup concorrerá a uma inscrição para a BIO International Convention 2018 (4-7 de junho em Boston/EUA) e para a BIO Latin America 2018 (4-5 de setembro em São Paulo/BR). Interessados estão convidados a preencher o formulário até 17 de abril de 2018. No link. Informações adicionais: consultoria@biominas.org.br, biominas.org.br/blog ou...
Midhaz está entre as finalistas do prêmio Startup do Ano da ABCOMM

Midhaz está entre as finalistas do prêmio Startup do Ano da ABCOMM

Startup acelerada pelo Acelera MGTI, na Fumsoft, a Midhaz está entre as finalistas do Prêmio ABCOMM de Inovação Digital da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico – ABCOMM, na categoria de Startup do Ano. A Quarta edição do Prêmio ABComm de Inovação Digital acontece dia 11 de abril. A cerimônia de entrega será realizada no Teatro Gazeta, na Avenida Paulista, 900, durante o evento DigitalizeME, em São Paulo. A cerimônia premiará cases e empresas de destaque em diversas categorias: Melhor Profissional E-commerce Melhor Profissional de Mídias Sociais Melhor Profissional Marketing Digital Melhor Empreendedor Digital Destaque em Serviços Melhor Plataforma de E-commerce Melhor Agência de Performance Ferramenta de Marketing Digital Destaque em Tecnologia Web Logística no E-commerce Startup do Ano A categoria de Startup do Ano conta com empresas de referência no mercado, como Gupy, ProgramaThor e Pegaki. Segundo os fundadores da Midhaz, eles não sabem se a empresa foi escolhida pelo potencial de impacto de sua solução ou pelo estágio atual de crescimento acelerado que a empresa se encontra. Em apenas 06 meses de programa, os 04 fundadores precisaram de reforços e, hoje, já são 14 pessoas trabalhando no coworking do Acelera MGTI. O cofundador da Midhaz, Henrique Meireles, avalia que “apesar do faturamento da Midhaz estar distante da realidade de algumas empresas finalistas na competição, estamos confiantes que podemos ganhar esse desafio.” A Midhaz facilita e simplifica a vida do empreendedor, conectando fabricantes, revendedores e o cliente final, através de sua plataforma de ecommerce. A empresa utiliza a técnica de dropshipping, em que o cliente vende sem ter o estoque físico do produto, para auxiliar o empreendedor em seus...