No dia 24 de outubro, estudantes participantes do Programa Raízes da Fundação Dom Cabral estiveram, no Espaço MGTI, para conhecerem de perto a atuação da Fumsoft e do Acelera MGTI. Os estudantes tiveram a oportunidade de compreender o funcionamento do ecossistema de empreendedorismo e de conhecer algumas startups que passaram pelo Acelera.

Jessica Martins, CEO da Fumsoft, iniciou o encontro introduzindo a Fumsoft aos alunos e contando um pouco sobre suas experiências com o empreendedorismo. Logo depois, Isabella Deschamps, Agente de aceleração do Acelera MGTI, ministrou uma pequena palestra sobre os conceitos básicos do universo de startup e como funciona o programa de aceleração. Já os empreendedores Roberto, Thaís e Lee, que estão à frente de startups aceleradas e graduadas pelo programa Acelera MGTI, compartilharam seus projetos e suas experiências pessoais.

O Programa Raízes é realizado pela Fundação Dom Cabral desde 2011, com o objetivo de propiciar acesso à educação inclusiva para jovens em situação de vulnerabilidade social. “O Raízes tem como foco estimular uma atitude mais cidadã nos participantes passando por temas como sustentabilidade, empreendedorismo, filosofia, artes, finanças pessoais, língua portuguesa e brasilidade”, segundo Afonso Cozzi, professor responsável pelos projetos do Núcleo de Inovação e Empreendedorismo.

“O módulo Raízes de Negócios tem como objetivo dar uma visão geral do tema empreendedorismo e do papel do empreendedor no mundo empresarial, enfatizando a importância da formação de profissionais com uma mentalidade empreendedora, seja para criação de startups com finalidade lucrativa e/ou negócios de impacto social e ambiental, seja como diferencial no mercado de trabalho, para atuação como colaboradores em empresas dos vários setores da economia. A visita à Fumsoft atendeu nossa expectativa de dar um choque de realidade nos participantes do Raízes, mostrando como funciona um ambiente de coworking e programas de excelência como o Acelera MGTI, de apoio para quem está buscando mercado e investidores para negócios inovadores.”, acrescentou.